Pesquisa Dentaria.com
  Artigos
  Educação e Formação
  Apoio Bibliográfico Gratuito
  Em@il Profissional
  Classificados
  Médicos Dentistas
  Congressos
  Especialidades
  imagens
  Jornais e Revistas
 
 
  1 de Outubro de 2022
  56 Utilizadores online
Utiliza o odontograma do software informático da sua clínica?
  Sim
  Não
   
O Dentaria.com lançou um Fórum aberto a toda a comunidade! Participe nos temas em discussão ou abra novos temas!
 
. Ordem dos Médicos Dentistas

. Tabela de Nomenclatura e Valores Relativos (Tabela de Honorários)

. Decreto de Lei que aprova o regime de licenciamento e de fiscalização das clínicas e dos consultórios dentários, como unidades privadas de saúde

. Simposium Terapêutico Online (MediMedia)



 

Publicidade

O Dentaria.com foi-lhe útil? Contribua com um DONATIVO!



Hipotireoidismo: Aspectos práticos no atendimento odontológico




Maria Isabel Monteiro Briote
Cirurgiã-Dentista


Alterações endócrinas, como o hipotireoidismo, podem produzir modificações
nas estruturas bucais.
A proposta deste artigo é apresentar a
definição,classificação,etiologia,achados bucofaciais, achados
laboratoriais, tratamento e cuidados especiais com pacientes portadores do
hipotireoidismo.


Definição

É uma condição caracterizada pela diminuição na produção de hormônios pela
tireóide. A doença pode se manifestar em pessoas de todas as idades.
Entretanto, é mais freqüente em mulheres - quatro vezes mais atingidas do
que os homens - e nos idosos.
Quando a deficiência da produção hormonal é precoce, acentuada e ocorre
durante a infância, resulta no cretinismo. O mixedema é observado quando
ocorre uma atrofia de tireóide, no adulto ou ainda entre seis e doze anos de
idade (mixedema juvenil), o qual pode estar relacionado com o iodo.


Classificação

O hipotireoidismo pode ser classificado como primário ou secundário. No
hipotireoidismo primário, a própria glândula tireóide mostra-se de algum
modo anormal e no hipotireoidismo secundário, a pituitária não produz uma
quantidade adequada de hormônio estimulante da tireóide  (TSH).

Etiologia

A principal causa desta produção reduzida do hormônio é denominada
tireoidite de Hashimoto, que destrói gradativamente as regiões funcionais da
glândula,ou também fatores iatrogênicos, como a terapia com iodo radiotivo
ou a cirurgia para o tratamento do hipertireoidismo.

Achados Bucofaciais

No cretinismo o indivíduo pode apresentar pequenas proporções maxilares mal
desenvolvidas, principalmente a mandíbula.. Além disso, a face é larga ,e
deixa de se desenvolver em sentido longitudional e poderá ocorrer retardo na
erupção dos dentes permanentes , retenção dos decíduos, espessamento dos
lábios devido á edema tissular, e aumento da língua (macroglossia). Não há
sinais patognomônicos de alterações bucais, mas a hipoplasia de esmalte é
observada com grande freqüência (80%).
No mixedema juvenil a língua, poderá apresentar aumento de volume pelo
líquido do edema e pode estar continuamente em protusão acarretando mal
oclusão.
No mixedema do adulto, os achados bucofaciais estão aparentemente limitados
aos tecidos moles da face e da boca. Os lábios, as pálpebras, o nariz e os
tecidos suborbitais estão edemaciados e intumescidos. A língua é grande e
edematosa, interferindo freqüentemente com a articulação da palavra.

Achados Laboratoriais:

O diagnóstico é realizado com exame de sangue que mostrará T3 e T4 baixos.No
hipotireoidismo primário, os níveis de TSH mostram-se elevados. No
hipotireoidismo secundário, causado por disfunção hipofisária, os níveis de
TSH encontram-se normais ou limítrofes.

Tratamento:

O tratamento indicado para o hipotireoidismo é a substituição do hormônio
tireoidiano deficiente ,por via oral.  A forma mais utilizada desse hormônio
é a Levotiroxina .

Cuidados Especiais:

· Em pacientes medicados com hormônios tireoidianos, recomenda-se o  uso do
anestésicos locais que contém  como vasaconstrictor ,o OCTAPRESSIN.

· Os anestésicos locais que contêm como vasaconstrictores ,a ADRENALINA,
NORADRENALINA, FENILEFRINA E LEVONORDEFRINA, podem interferir com os efeitos
farmacológicos dos hormônios tireoideanos ou similares.

· Ao atendermos um paciente advindo de uma especialidade médica, nesse caso,
endocrinologia, devemos manter o contato com o especialista, para troca de
informação, a fim de possibilitarmos ao paciente em comum, o melhor
tratamento possível.


Referências Bibliográficas

1. ARMONIA,P.L.,TORTAMANO,N. Como Prescrever em Odontologia.5°ed.
      São Paulo : Santos,1998.

2. COLEMAN ,G.C., NELSON,J.F.Princípios de Diagnóstico Bucal. Rio de
Janeiro: Guanabara  Koogan,1998.

3. FILHO ,G .B.,PITELLA,J.E.H.,PEREIRA,F.E.L. et al. Bogliolo Patologia.5°
ed.Rio de Janeiro: Guanabara Koogan,1998.

4. .NEVILLE, B.W., DAMM, D.D.,ALLEN,C.M. et al. Patologia Oral &     
Maxilofacial. Rio de Janeiro : Guanabara Koogan,1998.

5. SHAFER, W.G.,HINE,M.K., LEVY,B.M.et al.Tratado de Patologia Bucal.
      4 °ed.Rio de Janeiro: Interamericana , 1985.

6. TOMMASI,A., Diagnóstico em Patologia Bucal.3° ed.São Paulo: Artemed,2002.

7. ZEGARELLI, E.V., KUTSCHER,A.H., HYMAN,G.A.Diagnósticos das Doenças da
boca e Maxilares.2° ed. Rio de Janeiro : Guanabara Koogan,1982.




Dentaria.com © 1999 - 2002, Todos os direitos reservados.
Toda a informação apresentada é propriedade do Dentaria.com não podendo ser total ou
parcialmente reproduzida sem a devida autorização. Contacte a equipa Dentaria.com