Pesquisa Dentaria.com
  Artigos
  Educação e Formação
  Apoio Bibliográfico Gratuito
  Em@il Profissional
  Classificados
  Médicos Dentistas
  Congressos
  Especialidades
  imagens
  Jornais e Revistas
 
 
  1 de Outubro de 2022
  66 Utilizadores online
Utiliza o odontograma do software informático da sua clínica?
  Sim
  Não
   
O Dentaria.com lançou um Fórum aberto a toda a comunidade! Participe nos temas em discussão ou abra novos temas!
 
. Ordem dos Médicos Dentistas

. Tabela de Nomenclatura e Valores Relativos (Tabela de Honorários)

. Decreto de Lei que aprova o regime de licenciamento e de fiscalização das clínicas e dos consultórios dentários, como unidades privadas de saúde

. Simposium Terapêutico Online (MediMedia)



 

Publicidade

O Dentaria.com foi-lhe útil? Contribua com um DONATIVO!



Apresentação de uma técnica simplificada de diafanização de dentes e sua inclusão em blocos transparentes


Jesus Djalma Pécora
Manoel D. Souza Neto
Reginaldo Santana da Silva
Trabalho publicado na revista Odonto 2(6):384-385, 1993

SINOPSE

Apresentação da ténica simplificada de diafanização de dentes para estudo da anatomia interna e sua inclusão em blocos de resina, com o objetivo de perenizar a transparência e facilitar o ensino.

Unitermos: anatomia interna, dentes diafanizados.

SUMMARY

A sim phfied technique for preparing transparent teeth for the study of internal anatomy and their inclusion in resin blocks for permanent transparency and easier teaching is presented.

Uniterms: internal anatomy, transparent teeth.

1 INTRODUÇÃO

O estudo da anatomia interna dos dentes despertou interesse dos pesquisadores, após o avanço da terapêutica endodôntica.

As investigações cientícas revelaram o quanto e complexo o sistema de canais radiculares. Para esses estudos, os cientistas tiveram que criar métodos. Em 1901, Preiswark introduziu o método de injeção de metal fundido no interior da camada pulpar e após sua solidificação fazia-se a completa descalcificação dos dentes com ácidos fortes.

PRINZ e OKAMURM utilizaram o método de Spaltholz para estudar a morfologia interna dos dentes humanos, pela diafanização das estruturas descalcificadas com ácidos fortes e clarificados com salicilato de metila.

Além da diafanização, outros métodos foram criados para estudar a anatomia interna, tais como o histológico (BARRET; COOLIDGE) e o radiográfico (MUELLER). O método da diafanização é o mais difundido.

A diafanização dos dentes descalcificados pode ser realizada com xilol, salicilato de metila, bisfenol A.

Diante do exposto. o objetivo do presente trabalho é apresentar uma nova tùcnica simplificada de diafanização de dentes e sua inclusão em blocos transparentes.

2 MATERIAL. E MÉTODO

Vinte dentes humanos de estoque tiveram sua câmara pulpar aberta e foram descalcificados em ácido clorídrico a 5% sob agitação constante. A seguir os dentes foram lavados em água por três horas e desidratados em bateria de álcool ascendente (80, 96 e 100 %) por uma hora em cada álcool.

Após a desidratação procedeu-se à diafanização, do seguinte modo:

a) Os dentes desidratados foram colocados em um béquer contendo 100 ml de resina Resapol 1 208 (Resana S.A.) e submetidos a pressóo positiva de 30 libras em uma panela de pressão adaptada para o trabalho.

Os dentes permaneceram nessas condições por 8 horas para sua completa diafanização.

b) A seguir, com auxílio de uma seringa Luer dotada de agulha, foi injetada nos dentes diafanizados, através de sua câmara pulpar, gelatina colorida com tinta nankim, até sair pelo ápice. Após a injeção da gelatina, os dentes diafanizados foram armazenados na resina.

c) Enquanto os dentes diafanizados permaneciam armazenados na resina, preparou-se 50 ml da mesma resina com três gotas de catalisador e verteu-se nas caixinhas de uma forma de gelo para confeccionar uma base do bloco. Com o objetivo de acelerar o processo de polimerização e evitar bolhas, a forma de

gelo com a resina foi colocada sob 30 libras de pressão, onde permaneceu por 12 horas.

d) Após isso, a resina que formou a base do bloco ficou polimerizada e os dentes diafanizados foram colocados sobre essas bases, vertendo-se mais resina com catalisador até cobrir os dentes. Levou-se o conjunto à panela de pressão com 30 libras, onde permaneceu por 12 horas.

e) Após completar esse tempo, os blocos de resina contendo os dentes diafanizados estavam completamente polimerizados.

f) Os blocos de resina foram destacados da forma de gelo e procedeu-se o polimento com lixas de água e com óxido de alumínio.

A Figura 1 mostra o bloco de resina com um dente diafanizado em seu interior.

3 — DISCUSSÃO

O método de diafanização para estudo da anatomia interna é sem dúvida o que propicia uma visão completa da câmara pulpar, pois favorece uma visão tridimensional do dente.

Quanto aos métodos de diafanização, o salicilato de metila é o mais utilizado, por ser o mais difundido.

O método de diafanização com bisfenol A (PECORA e colaboradores, 1986) e o método ora proposto (Resina Resapol 1 208) possibilitam uma diafanização rápida, segura e sem os efeitos tóxicos causados pelo salicilato de metila, que podem provocar sintomas como: náuseas, vómitos, acidose, edema pulmonar, pneumonia, convulsões e morte.

A injeção de 30 ml de salicilato de metila em adulto e 10 ml em crianças pode causar a morte (MERCK, 19836).

O método de diafanização com resina Resapol T 208 apresenta vantagens sobre o método de diafanização com bisfenol A, pois é mais rápido e económico e possibilita a inclusão em blocos, facilitando seu manuseio tanto pelo profissional como pelo estudante.

Com o método ora proposto, os efeitos de reversibilidade da diafanização tornam-se evitáveis por um longo periodo.

4 CONCLUSÃO

Com base no método proposto, podemos concluir:

A) O método é de fñcil execução e propicia o manuseio dos blocos com a mão.

B) Evita o armazenamento dos dentes diafanizados em substâncias tóxicas.

C) Utiliza um só produto para diafanizar o dente e confeccionar blocos para dar diafanização permanente.

D) A resina Resapol T 208 presta-se para promover a diafanização dos dentes descalcificados.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1. APRILE, E.C. & APRILE, H. Contribuição ao estudo da topografia dos canais radiculares. Rcu. Paul. Cirurg. Dent., 1:13-6, 1947.

2. BARRET, M.T. The internal anatomy of the teeth with special reference to the pulp witer in branches. D. Cosmos, 67:581-9,1925.

3. COOLIDGE, E.D. Anatomy c)f the root apex in relation to treatment problems. JADA, 16(3):l456-65, 1925.

4. DE DEUS, Q.D. A inclusóo de dentes diafanizados em plñsticos transparentes. Arq. Cen. Est. Fac. Odont., 4(1):l97-201, 1967.

5. HASSELGREN, G. & TRONSTAD, L The use of transparent teeth in the teaching of preclinical endodontics. J. Endodontic., 1(8):278-80, 1975.

6. MERCK INDEX. lO ed., 1983. 876 p.

7. MUELLER, AH. Anatomy of the root canal of the incisors, cuspids and bicuspid of the permanent teeth. JADA, 20(2):136l-86, 1933.

8. OKAMURA, T. Anatomy of the root canais. JADA,

14(4):632-6, 1927.

9. PECORA, J.D.; SAVIOLI, R.N.; VANSAN, L.P.; SILVA, R.G. 6, COSTA, W.F. Novo mùtodo de diafanizar dentes. Rev Fac. Odonl. Rib. Prelo, 23(1):1-5, 1986.

10. PRINZ, H. The Spaltehoitz method of preparing transparent animal bodies. Dental Cosmos, 55(3):374-8, 1913.
  COPYRIGHT 1999 Webmaster J.D. Pùcora, Reginaldo Santana Silva Update 15/sept, 1999
Esta pñgina foi elaborada com apoio do Programa Incentivo ð Produ÷óo de Material Didñtico do SIAE - Prƒ - Reitorias de Gradua÷óo e Pƒs-Gradua÷óo da Universidade de Sóo Paulo


Dentaria.com © 1999 - 2002, Todos os direitos reservados.
Toda a informação apresentada é propriedade do Dentaria.com não podendo ser total ou
parcialmente reproduzida sem a devida autorização. Contacte a equipa Dentaria.com