Pesquisa Dentaria.com
  Artigos
  Educação e Formação
  Apoio Bibliográfico Gratuito
  Em@il Profissional
  Classificados
  Médicos Dentistas
  Congressos
  Especialidades
  imagens
  Jornais e Revistas
 
 
  1 de Outubro de 2022
  60 Utilizadores online
Utiliza o odontograma do software informático da sua clínica?
  Sim
  Não
   
O Dentaria.com lançou um Fórum aberto a toda a comunidade! Participe nos temas em discussão ou abra novos temas!
 
. Ordem dos Médicos Dentistas

. Tabela de Nomenclatura e Valores Relativos (Tabela de Honorários)

. Decreto de Lei que aprova o regime de licenciamento e de fiscalização das clínicas e dos consultórios dentários, como unidades privadas de saúde

. Simposium Terapêutico Online (MediMedia)



 

Publicidade

O Dentaria.com foi-lhe útil? Contribua com um DONATIVO!



Instrumentos rotatórios tipo GT®


Jesus Djalma Pécora  ( pecora@forp.usp.br )
- Doutor em Reabilitação Oral pela FORP-USP
- Prof. Titular de Endodontia da FORP-USP
- Editor do Brazilian Dental Journal

Danilo M. Zanello Guerisoli   ( danilo_zanello@uol.com.br )
- Aluno de Pós-Graduação na Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto, USP

João Vicente B. Barbizam   ( barbizam@forp.usp.br )
- Aluno de Pós-Graduação na Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto - USP

Rodrigo Gonçalves Ribeiro   ( ribeiro@forp.usp.br )
- Aluno de Pós-Graduação na Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto, USP



Introdução

As limas rotatórias GT®, produzidas pela Dentsply - Maillefer, constituem uma nova geração de instrumentos de níquel-titânio, adaptados ao conceito de preparos dos canais radiculares segundo a técnica Crown-Down (cérvico-apical ou coroa-ápice). Do mesmo modo que as limas ProFile®, as limas rotatórias GT® são utilizadas em um contra-ângulo com uma velocidade de rotação constante entre 150 e 350 r.p.m.

Os instrumentos

Com o objetivo de facilitar sua identificação, as limas rotatórias GT® apresentam um mandril dourado. O sistema de limas rotatórias GT® Rotary Files compreende três tipos de instrumentos, identificáveis pelos anéis coloridos presentes no mandril dourado. Os tipos de instrumentos são:

1. GT® Rotary Files

Com conicidade de 6%, 8%, 10% e 12% e com comprimento de 21 e 25 mm. As 4 limas rotatórias GT® Rotary Files apresentam todas o mesmo diâmetro na ponta, ou seja, Ø 0,20 mm e um mesmo diâmetro na parte final de sua parte ativa, ou seja, Ø 1,00 mm. Cada um desses instrumentos apresenta uma conicidade diferente a saber: conicidade 6% (.06), conicidade 8% (.08), conicidade 10% (.10) e conicidade 12% (.12) As limas rotatórias GT® devem ser utilizadas a partir do instrumento de maior conicidade para os de menor conicidade, de modo a realizar o preparo Crown-Down (Cérvico-apical) dos canais radiculares. Esses 4 instrumentos com conicidade 12%, 10%, 8% e 6% formam a parte essencial do sistema GT® Rotary Files, como pode ser visto na Figura 1.


Figura 1. Limas GT® Rotary Files com mandril dourado e com anéis coloridos

2. GT® Rotary Files .04

Essas limas apresentam conicidade de 4% com numeração de 20 a 35 e são apresentadas com comprimento de 21, 25 e 31 mm. As limas rotatórias GT® Rotary Files serão utilizadas na preparação da parte final, ou seja, do terço apical do canal radicular. A Figura 2 ilustra essas limas.


Figura 2. O mandril dessas limas são dourados com anéis coloridos de acordo com o diâmetro da ponta: 20 = amarela; 25 = vermelha; 30 = azul e 35 = verde.

3. Limas Acessórias GT® (Accessory Files)

As limas acessórias do sistema GT® Rotary Files apresentam conicidade de 12% com diâmetros 35, 50 e 70 e são apresentadas no comprimento de 21 e 25 mm. Essas limas acessórias devem ser utilizadas na fase final da preparação, com a finalidade de dar maior alargamento no terço cervical do canal radicular para facilitar a obturação. A utilização das limas acessórias está na dependência da anatomia dos canais radiculares. Assim, em raízes com grande achatamento mésio-distal ou nas raízes mesiais de molares inferios, o bom senso indicará o uso de uma lima acessória e até mesmo a sua não utilização. A Figura 3 mostra as limas acessórias.


Figura 3. As limas acessórias apresentam conicidade de 12% com diâmetro da ponta de 35, 50 e 70. O mandril é dourado com ranhuras. A limas 35 tem uma ranhura e a 70, três.

Para facilitar a instrumentação com o sistema rotatório GT® Rotary Files de modo organizado recomenda-se a utilização de um dispositivo onde as limas serão colocadas de acordo com a seqüência de uso. Esse dispositivo é conhecido como GT® Organizer, que pode ser visto na Figura 4.


Figura 4. GT® Organizer

Vantagens e benefícios do sistema GT® Rotary Files

Os instrumentos GT® Rotary Files devem ser empregados com um contra-ângulo que permita uma velocidade constante, reduzida e um alto torque, que associado a um movimento de vai-vem (entrada e saída), facilitará uma preparação rápida, perfeitamente centrada e uma boa conicidade. Durante o preparo apical com as limas de conicidade .04, o instrumento exerce uma suave ação sobre as paredes do canal, deixando-a lisas e circulares O movimento de vai-vem (entrada e saída), unido às conicidades variáveis dos instrumentos, permite uma preparação Crown-Down (cérvico-apical) dos canais radiculares de modo rápido e eficaz. Esse sistema de instrumentação dá como resultado uma configuração cônica do canal radicular, desde a região cervical até a região apical. O debris e o pó de dentina são facilmente eliminados durante a preparação dos canais radiculares pelas estrias e são removidos quando essas limas rotatórias são retiradas dos canais. As limas do sistema GT® Rotary Files apresentam uma secção transversal em "U" com uma superfície de apoio radial (radial land). Esse desenho das limas evita o enroscamento do instrumento quando ele é introduzido no canal radicular. Deste modo, a superfície ou apoio radial mantém o instrumento centrado no interior dos canais radiculares, evitando o risco de "zip" ou rasgo. Graças à ponta em forma cônica e inativa dos instrumentos GT® Rotary Files, os instrumentos respeitam a trajetória dos canais radiculares, sem o risco de transportar os canais ou criar falsas vias. Os instrumentos GT® Rotary Files são fabricados em liga de Níquel-Titânio de grande flexibilidade, o que permite realizar uma instrumentação cônica nos canais curvos, respeitando a anatomia original dos canais radiculares.

Motor e velocidade

As limas do sistema GT® Rotary Files devem ser utilizadas a uma velocidade de rotação estável e constante entre 150 e 350 r.p.m. para obter um bom rendimento e evitar riscos de fratura. Para este sistema é aconselhável o uso de um micro-motor elétrico independente, que permita regulagem de velocidade de maneira precisa, que tenha bom torque, que não apresente vibrações e que não produza barulho.

Regras básicas que devem ser observadas durante o uso do sistema GT® Rotary Files

O sistema de instrumentos rotatórios GT® Rotary Files é um novo conceito em preparo radicular, possuindo características sui generis que devem ser observadas, visando minimizar o risco de acidentes durante sua operação. É importante realizar um treinamento prévio e dominar a técnica de instrumentação com o sistema GT® Rotary Files. O treinamento pode ser realizado com dentes humanos de estoque ou em blocos de plástico com canais simulados. Os seguinte itens devem ser observados na utilização destas limas:

1. Cavidade de acesso endodôntico

Realize o preparo cavitário de forma correta e faça os desgastes compensatórios de modo a se obter um acesso direto aos canais radiculares, sem interferência. Esta regra é importante para a utilização de qualquer instrumento rotatório em qualquer técnica.

2. Preparo Crown-Down (cérvico-apical)

Por preparo Crown-Down, cérvico-apical ou coroa-ápice, entenda-se que depois de preparar a abertura da cavidade endodôntica, realiza-se o preparo (alargamento) do terço cervical seguido do preparo do terço médio e, finalmente, o preparo do terço apical dos canais radiculares. A técnica Crown-Down facilita o preparo dos canais radiculares, possibilita boa irrigação e reduz significantemente a extrusão de detritos via ápice. Os instrumentos GT® Rotary Files foram desenhados para complementar todos os benefícios desta técnica de instrumentação.

3. Velocidade reduzida

Os instrumentos do sistema GT® Rotary Files devem ser utilizados com contra-ângulo preciso e com velocidade reduzida. O fabricante das limas GT® Rotary Files Dentsply Maillefer recomenda o uso de velocidade ente 150 a 350 r.p.m. Durante a fase de treinamento use uma velocidade de 200 r.p.m. até adquirir segurança e confiança.

4. Pressão durante a instrumentação

Os instrumentos GT® Rotary Files devem ser utilizados de modo a não exercer pressão excessiva no canal radicular. A pressão exercida não deve ser maior à que usamos ao escrevermos com uma lapiseira de ponta 0.5 (aproximadamente a 200 gramas), sem romper a ponta.

5. Limpeza dos instrumentos

Deve-se limpar as limas do sistema GT® Rotary Files depois de cada uso. As raspas de dentina acumuladas nas estrias impedem que os instrumentos trabalhem corretamente. Aconselha-se a limpar as limas antes de reutiliza-las durante o tratamento. A limpeza pode ser feita com uma gaze esterilizada.

6. Movimento de vai-vem (entrada e saída)

Durante o uso dos instrumentos GT® Rotary Files, deve-se realizar um suave movimento de vai-vem (entrada e saída) com uma amplitude de 2 a 3 mm. O tempo de utilização de cada instrumento no interior do canal radicular deverá ser de 5 a 10 segundos. Entre cada instrumento utilizado deve-se realizar uma abundante irrigação. O número de preparos de canais radiculares realizados com cada instrumento dependerá de várias circunstâncias. Por exemplo, em canais largos e ligeiramente curvos os instrumentos podem ser utilizados mais vezes do que em canais atresiados e muito curvos.
Observação importante: Antes de utilizar cada lima do sistema GT® Rotary Files examine-as com auxílio de uma lupa ou de um microscópio clínico para observar qualquer sinal de fadiga, deformações ou stress. Caso detecte qualquer um desses problemas descarte, imediatamente, o instrumento. Não tente utilizar um instrumento deformado porque ele poderá fraturar-se. A fadiga dos instrumentos está diretamente relacionada com o grau de curvaturas dos canais radiculares. Quanto maior a curvatura mais drástica será a fadiga na parte de máxima curvatura. Com objetivo de repartir a fadiga ao longo de todo o instrumento, durante o preparo do canal radicular, realize movimentos de vai-vem com uma amplitude de 2 a 3 mm. Em canais muito curvos examine o instrumento antes e após o uso. Descarte os instrumentos deformados.

7. Irrigação - uso de solução irrigante

Para se obter uma boa limpeza e desinfecção dos canais radiculares é imperativo o uso de soluções irrigantes. Assim, irrigue abundantemente os canais radiculares durante o uso das limas do sistema GT® Rotary Files. Chamamos atenção para o fato que o sistema GT® Rotary Files prepara a forma do canal radicular, mas é a irrigação que os limpa. Assim, a limpeza e forma de um canal radicular são conseguidas por meio de uma técnica de instrumentação e uso de soluções irrigantes.

Modus Operandi - Seqüência Operacional

A técnica aqui apresentada compreende quatro fases a saber:

1. Crown-Down (cérvico - apical);
2. Determinação do comprimento de trabalho;
3. Preparo apical (Step-Back);
4. Alargamento final.

Primeira Fase: Crown-Down

A técnica Crown-Down começa com a utilização das limas GT® Rotary Files .12/20 (conicidade 12%, diâmetro 20). A lima apresenta 2 anéis azuis. Penetrar com essa lima no canal radicular e realizar movimentos de vai-vem. Assim que a progressão se torne difícil, não aumentar a pressão. Retire o instrumento e limpe-o. A seguir, troque-a pela GT® Rotary Files .10/20 (conicidade 10%, diâmetro 20, com dois anéis vermelhos). Realizar os mesmos procedimentos descritos anteriormente. A seguir utilizar GT® Rotary Files .08/20 (conicidade 8%, diâmetro 20, dois anéis amarelos). Em muitos canais, quando se utiliza a GT® Rotary Files .06/20, praticamente já está entre 1 a 2 mm do ápice. Como tudo é dinâmica, a utilização desses instrumentos deve ser realizado com atenção, pois cada caso é um caso e qualquer receita de instrumentação deve ser adaptada ao caso em pauta.

Segunda Fase: Odontometria

Depois de utilizar a lima GT® Rotary Files .06/20 realize a condutometria por meio da técnica que o operador mais domina, ou seja, a radiográfica ou a eletrônica.

Terceira Fase: Preparo Apical (Step-Back)

Nesta fase utiliza-se a lima GT® Rotary Files .04/20 conicidade de 4% diâmetro 20 (anel de cor amarelo), avançar com ligeira pressão até o comprimento de trabalho, caso este ainda não tenha sido alcançado pela lima GT® Rotary Files .06/20. Mudar a lima e colocar uma GT® Rotary Files .04/25 conicidade 4%, diâmetro 25 (anel vermelho),atingindo também o comprimento de trabalho. Segue-se o aumento do diâmetro das limas subseqüentes (técnica Step-Back), segundo a anatomia do canal permitir, podendo-se utilizar as limas GT® Rotary Files .04/30 conicidade 4%, diâmetro 30 (anel azul); 04/35 conicidade 4%, diâmetro 35 (anel verde). Nesta fase a forma ou o preparo do canal radicular estará terminado.

Quarta Fase: Alargamento Final

Caso deseja-se um maior alargamento da região cervical, pode-se utilizar a GT® Accessory Files. O GT® Accessory Files que se escolherá está na dependência da preparação final da área cervical, que se deseja obter, para facilitar a obturação.

Observações importantes:

1. Exercer pouca pressão durante o uso do sistema GT® Rotary Files;
2. A seqüência preconizada não poderá ser encarada de modo fixo, pois cada caso é um caso. A seqüência pode ser alterada conforme o tipo de canal radicular;
3. A irrigação deve ser realizada entre cada instrumento e de modo abundante. Não esquecer que a lima dá a forma e a solução limpa o canal radicular;
4. Uma preparação do canal radicular com uma boa conicidade favorece a obturação;
5. Os instrumentos GT® Rotary Files podem ser utilizados em canais retos e em canais curvos. As limas são de Níquel-Titânio com ponta cônica e inativas. Este modelo de confecção das limas permite que o instrumento fique centrado no canal radicular.




Dentaria.com © 1999 - 2002, Todos os direitos reservados.
Toda a informação apresentada é propriedade do Dentaria.com não podendo ser total ou
parcialmente reproduzida sem a devida autorização. Contacte a equipa Dentaria.com